Corpos (Im)perfeitos

Corpos (In)perfeitos banner
A 20ª Quinzena de Dança de Almada e o Centro de Estudos em Artes Performativas da FMH (Universidade Técnica de Lisboa) propõem um encontro artístico e científico com vista à apresentação de estudos, projetos e reflexões sobre o corpo na cena contemporânea e na comunidade. Pretende-se estabelecer um espaço de partilha interdisciplinar entre pesquisadores, profissionais e estudantes, com apresentação de estudos sobre o corpo e as artes performativas e suas aplicações no quotidiano sociocultural, bem como o visionamento e análise de peças ao vivo e em vídeo.
Contaremos também com a presença de especialistas convidados em conferências plenárias e comunicações/apresentações em sessões paralelas.
Neste sentido vimos convida-lo a submeter propostas para comunicações, debates, posters, vídeos ou workshops, nas seguintes áreas temáticas:
– Corpo e Estética na cena Contemporânea
– Teatro, Dança e Contemporaneidade
– Performance e Corporeidade
– O Corpo Performativo
– Performance e técnicas somáticas
– Dança e Educação
– Inclusão e artes performativas
Três línguas oficiais: Português, Inglês e Espanhol.
As propostas deverão ser enviadas para conf.in.perfect@gmail.com, em formulário próprio disponível aqui*.
Para a apresentação de qualquer tipo de comunicação ou workshop é indipensável estar inscrito na conferência.
Datas importantes
Envio de propostas | até 15.06.2012
Notificação sobre aceitação das propostas | até 30.06.2012
Inscrições a preço reduzido | até 31.07.2012
Envio dos textos completos para edição digital | até 2.09.2012
Conferência | 27 a 30.09.2012
Envio dos textos definitivos selecionados para publicação | até 02.12.2012
Esta conferência destina-se a investigadores e profissionais das artes performativas. Licenciados e estudantes de artes, educadores de infância e outros agentes de intervenção no domínio artístico. Licenciados em Educação Física, profissionais das áreas da reabilitação e inclusão social, assim como público em geral.
Mais informações em: www.cdanca-almada.pt/qda e www.fmh.utl.pt (brevemente)
A Comissão organizadora,
Ana Macara (coordenadora)
Ana Paula Batalha
Katia Mortari
Maria Franco
Anúncios

Seminário Intersecções – inscrições se encerram nesta quinta

SEMINÁRIO INTERSEÇÕES

Arte, corpo e memória em discussão na UFPE

Inscrições para apresentação de trabalhos artísticos ou teóricos se encerram nesta quinta, dia 31 de maio

Uma realização do Departamento de Teoria da Arte e Expressão Artística da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e da Associação Reviva/Acervo RecorDança, com incentivo do Funcultura, o Seminário Interseções: corpo e memória encerra nesta quinta, dia 31, as inscrições para apresentação de trabalhos artísticos, teóricos ou teórico-práticos durante o evento, que acontecerá entre os dias 19 e 22 de setembro, no Recife, capital pernambucana. As inscrições estão abertas para todo o Brasil. Para participar basta preencher a ficha de inscrição incluindo o resumo e/ou sinopse da proposta de trabalho a ser mostrado no encontro. A ficha está disponível na página do Interseções no Facebook e também pode ser solicitada por email:secretaria.intersecoes@associacaoreviva.org.br. Os trabalhos selecionados serão anunciados entre os dias 30 de junho e 10 de julho.

O Seminário Interseções: corpo e memória vai reunir durante quatro dias, na UFPE, convidados de todo o País numa programação que envolve palestras, minicursos, mesas redondas e apresentações artísticas. Além dos trabalhos selecionados, haverá a Programação Cultural Corpomemória, com alguns artistas convidados pela organização do evento, como Helder Vasconcelos e o Coletivo Lugar Comum, com três interferências incluindo o espetáculo “Segunda Pele”. Tem ainda o filósofo, sociólogo, psicanalista e escritor franco-brasileiro Daniel Lins (Universidade Paris VII e Paris VIII/Universidade Federal do Ceará), que fará aqui o lançamento do seu livro “Antonin Artaud: o artesão do Corpo sem Órgãos”, com a montagem de uma exposição paralela. Para as palestras e minicursos, já estão confirmadas as presenças do Prof. Dr. Charles Feitosa (UFRJ), da Profa. Dra. Helena Bastos (USP), Profa. Dra. Hélia Borges (Faculdade Angel Vianna – RJ), Prof. Dr. Daniel Lins (UFC), Prof. Dr. Jorge Siqueira (PPG História – UFPE), Prof. Dr. Marcelo Coutinho (PPGAV – UFPE/UFPB), Profa. Valéria Vicente (UFPB), Profa. Maria Acselrad (UFPE), Prof. Dr. Luís Reis (UFPE), Prof. Dr. Guilherme Schulze (UFPB), Prof. João Denys de Araújo Leite (UFPE), Prof. Dr. Luís Reis (UFPE) e Prof. Dr. Paulo Cunha (UFPE), entre outros.

Podem participar do seminário, com apresentação de trabalhos, alunos de graduação e pós-graduação lato e stricto sensu, professores e/ou pesquisadores vinculados ou não a instituições de ensino superior de qualquer área do conhecimento, desde que com propostas de apresentação adequadas à temática global do evento, ou seja, corpo, memória e várias de suas nuances, incluindo sensibilidade, cultura, ancestralidade, processos de subjetivação, voz, imagem, espetacularidade, urbanidade, etc. São bem-vindos ao Interseções, ainda, os interessados em geral que desejem participar como ouvintes.

O Seminário Interseções é um evento científico interdisciplinar sobre o corpo. A iniciativa de criá-lo partiu de pesquisadores em dança, porém, desde sua primeira edição (2009), cujo tema proposto foi corpo e olhar, deu lugar a múltiplos olhares do e sobre o corpo, tendo como foco promover o diálogo entre as mais variadas abordagens possíveis a partir deste cruzamento. “Em 2012, a partir da escolha dos próprios participantes da primeira edição, a interseção proposta será entre corpo e memória. E interessa às discussões que desejamos promover a polissemia que é própria a este tema a partir dos variados recortes epistemológicos dentro dos quais ele pode ser estudado. Portanto, são bem-vindos e esperados variados enfoques a partir da diversidade do tema”, explica a Profa. Dra. Roberta Ramos (UFPE), coordenadora do evento.

6° Interação e Conectividade

Interação e Conectividade / Foto: Divulgação

O projeto Interação e Conectividade chega à sua sexta edição com início nesta, sexta-feira, 25 de maio, com a residência artística de Neto Machado, enquanto que os espetáculos começam no dia, 30 de maio, e vão até, 03 de junho, em diversos espaços culturais de Salvador. Nesta edição a produtora Dimenti busca fortalecer o evento como um espaço efetivo de encontro entre dança e arte contemporânea, a grade de atrações é composta por espetáculos que estimulam questionamentos acerca dos limites entre a dança e outras artes. Tendo como novidades o Conectivos Musicais, que leva a música para o centro dos questionamentos, o Cinecoreografia, uma mostra onde serão apresentados curtas-metragens com olhar coreográfico, e o Conectivos Críticos, um concurso que promoverá uma aproximação do público com os trabalhos apresentados, onde o especador poderá após o espetáculo, escrever uma crítica cultural, e submeter o texto a uma avaliação, caso seja um dos quatro textos escolhidos, terá publicação em site especializado e receberá um prêmio em dinheiro.

Dentre os espetáculos que farão parte da programação estão,Vestígios, de Marta Soares (SP), Matadouro, de Marcelo Evelin/Demolition inc. + Núcleo do Dirceu (PI/HOL), Souvenir, de Jorge Alencar/Dimenti (BA) e Desenho, de Margô Assis e Eugênio Paccelli (MG), todos assumem o desafio de colocar a dança contemporânea em diálogo com outros campos artísticos e da produção cultural.

Confira o teaser do encontro.

Alkantara Festival

Três dedos abaixo do joelho_Tiago Rodrigues / Foto: Divulgação

 

Começa nesta quarta-feira, 23 de maio, e se estende até, 10 de julho, o Alkantara Festival em Lisboa, Portugal. O festival que teve início em 1993, com o nome de, Danças na Cidade, consolida sua importância na cena contemporânea internacional, abrindo espaço para novos criadores, diálogos artístico culturais, difusão e promoção das artes contemporâneas internacionais, ultrapassando fronteiras territoriais, de tempo e eixos políticos. Nesta edição, que acontece em meio à crise do modelo cultural, social e econômica européia, Alkantara recebe artistas que possuem uma visão do todo, do entorno, que tendem a ser bons observadores e têm a capacidade de exprimir em suas artes os questionamentos e mudanças da contemporaniedade. Durante os dezenove dias, vinte espetáculos levarão aos palcos de Lisboa as interrogações dos novos tempos, os arquétipos sociais, políticos e de gênero.

Para o lançamento, no Teatro São Luiz, Boyzie Cekwana e Panaibra Canda, apresentam o espetáculo, The Inkomati (dis)cord, onde inspirados no acordo Inkomati contra o apartheid, que não se concretizou, abordam, com experiência de causa, a identidade e exploram as barreiras coloniais interiorizadas que continuam a alienar aspirações e histórias partilhadas.  Confira a programação completa aqui.

Em paralelo acontecerão shows, palestras, workshops, seminários e lançamentos de livros. Toda a programação acontecerá em dez espaços distintos tendo como ponto de encontro a sede da Assossiação Alkantara. Confira a lista dos espaços aqui.

A sede da Alkantara fica na Calçada Marquês de Abrantes 99, Santos-o-Velho, Lisboa, Portugal.

Inscrições abertas para a oficina Taanteatro

Taanteatro / Foto: Divulgação

 

Os diretores da Taanteatro Companhia, Maura Baiocchi e Wolfgang Pannek, estarão ministrando uma oficina de introdução ao Taanteatro, no SESC Pinheiros, em São Paulo. As inscrições estão abertas, as aulas começarão no dia, 09 de junho, e continuam até, 30 de junho. Durante as aulas, serão abordadas três campos de investigação, análise do corpo e do acontecimento cênico, treinamento e formação de atores e dançarinos e criação teatro-coreográfica, todosligados ao Teatro Coreográfico de tensões.

As inscrições podem ser feitas na Central de atendimento do SESC Pinheiros que fica na rua Paes Leme, 195, Pinheiros, São Paulo. Telefone: (11) 3095 9400.

Carta de Conselheiros do CNPC à Ministra da Cultura aponta problemas na participação social

Processo Eleitoral para a formação de Colegiados Setoriais é chave para a participação social nas políticas públicas de cultura e para o Plano Nacional de Cultura (PNC)

Conselheiros representantes de Segmentos Culturais no Plenário do Conselho Nacional de Política Cultural demandam providências à Ministra da Cultura, Ana de Hollanda, para corrigir a portaria (N. 51/2012), que estabelece o processo eleitoral para os Colegiados Setoriais do CNPC para o período de 2012 a 2014, e para concretizar a participação do atuais representantes na condução do processo.

Além da portaria citada possuir vários erros de datas, grafias e redação, o problema mais grave levantado pelos conselheiros signatários da carta diz respeito ao fato do conteúdo da portaria desconsiderar, alterar ou mesmo subverter completamente a proposta que foi discutida, votada e aprovada no Plenário do CNPC em sua 6ª Reunião Extraordinária.

Questões amplamente debatidas e aprovadas no CNPC, como a garantia de isonomia no tratamento a todas as áreas e segmentos culturais e a instalação de seus respectivos Colegiados Setoriais (Audiovisual e Museus ficam sem a transparência dos Colegiados Setoriais), a realização dos Fóruns Setoriais Estaduais prioritariamente de modo presencial, entre outros temas, não foram incluídas no texto da portaria oficial. Em seu lugar, foram incorporadas justamente as propostas que foram recusadas pela maioria dos membros do Conselho, configurando uma atitude que não se coaduna com os princípios da democracia e participação social que entendemos ser a base do novo modelo de Estado em construção no Brasil.

Em resumo: as propostas ignoradas ou alteradas foram exatamente aquelas defendidas e aprovadas pela maioria também dos representantes da sociedade civil no CNPC e as propostas, que a portaria legitimou, foram as mesmas que os representantes do Ministério defenderam e viram ser recusadas pelo mesmo plenário.

Os conselheiros solicitam na carta esclarecimentos sobre os motivos ou as justificativas do Ministério da Cultura para a não manutenção da integralidade da proposta discutida e aprovada pelo CNPC na referida portaria; bem como sobre a não comunicação oficial da mesma aos membros do CNPC, ou.em canais de comunicação do ministério, como sua página na internet, o blog do CNPC ou mesmo a plataforma virtual criada para esse processo.

Por fim, a carta dos conselheiros nos leva à pergunta: a que serve um novo processo eleitoral para convocar a participação da sociedade civil, se o fruto desta participação não é acatada pelo Ministério, suas secretarias e vinculadas.

Leia a carta à Ministra, dos Conselheiros representantes de 17 dos 19 Segmentos Culturais (técnico-artísticos e patrimoniais) com assento no Plenário do CNPC.

Publicação sobre performances abre convocatória

Evocações da Arte Performática (2010-2013) / Foto: Divulgação

A publicação trienal, Evocações da Arte Performática (2010-2013), abre convocatória para envio de materias. A publicação é realizada peloInstituto das Artes de Inhumas, e tem como objetivo aglutinar informações sobre a arte da performance nos países de língua portuguesa, Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, Timor Leste, difundindo os trabalhos de artistas individuais e grupos. O livro catalogará performances realizadas entre 2010 a 2013 apenas, para se candidatar é necessário encaminhar, uma imagem e uma descrição detalhada com no máximo 400 palavras; a imagem deve estar em tons de cinza, no formato .jpeg, 5×7, 72 dpi (360 x 504), 1Mb máximo, ao se candidatar, envie uma declaração de que possui permissão para publicar essa imagem; nome do trabalho; datas e locais das apresentações; nome do artista individual ou grupo; endereço; telefone; e-mail do artista ou grupo; site; e crédito da foto ou imagem.

A performance inscrita deverá ter sido criada em território de língua portuguesa, só serão aceitas inscrições em português. A inscrição pode ser efetuada até o dia 31 de dezemnbro de 2012, encaminhando os dados solicitados para o e-mail do editor Paulo Aureliano da Mata: paulodamata@me.com, após o envio, a equipe editorial entrará em contato para confirmar a inscrição.

Para as organizações, instituições artísticas e educacionais que possam contribuir para a disponibilização do livro para profissionais, teóricos, estudantes ou público geral, entrar em contato, caso queiram integrar o item parceria da ficha técnica.

O livro será lançado no outono de 2014.

 

Professores de 29 universidades e institutos federais entraram em greve

 

 

A greve dos professores de institutos e universidades federais atingiu 29 instituições em todo o país nesta quinta-feira (17), segundo o Andes-SN (Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior). O MEC (Ministério da Educação) informou que não tem um balanço de quantas universidades e institutos pararam.

Entre as que pararam, estão a UFU (Universidade Federal de Uberlândia), a Ufop (Universidade Federal de Ouro Preto) e Ufla (Universidade Federal de Lavras), em Minas Gerais, a Furg (Universidade Federal do Rio Grande), no Rio Grande do Sul e a UFRRJ (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro).

Além destas, entraram em greve UFPR (Universidade Federal do Paraná), UFRPE(Universidade Federal Rural de Pernambuco)UFPE (Universidade Federal de Pernambuco), UFPB (Universidade Federal da Paraíba), UFCG (Universidade Federal de Campina Grande), Ufal (Universidade Federal de Alagoas) e UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso)

Algumas instituições votam nos próximos dias se aderem ou não ao movimento. Entre elas, estão a UnB (Universidade de Brasília) e a UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

Negociações

Em nota, o MEC afirma que as negociações salariais com o Andes-SN começaram em agosto do ano passado, quando se acertou um reajuste linear de 4%. De acordo com o ministério, dada a “lenta tramitação do projeto de lei proposto pela Presidência da República ao Legislativo”, foi editada uma medida provisória no dia 11 de maio.

Ainda segundo o MEC, o plano de carreira de professores e funcionários deve ser aplicado somente em 2013.

Use o espaço dos comentários para contar se os professores da sua instituição de ensino também estão em greve.

SAIBA QUAIS UNIVERSIDADES ENTRARAM EM GREVE

Ufam (Universidade Federal do Amazonas)
Ufra (Universidade Federal Rural da Amazônia)
Unir (Universidade Federal de Rondônia)
UFPA (Universidade Federal do Pará), campi Central e Marabá
Ufopa (Universidade Federal do Oeste do Pará)
Unifap (Universidade Federal do Amapá)
UFMA (Universidade Federal do Maranhão)
UFPI (Universidade Federal do Piauí)
Ufersa (Universidade Federal do Semi-Árido)
UFPB (Universidade Federal da Paraíba)
UFCG (Universidade Federal de Campina Grande), campi central, Patos e Cajazeiras
UFRPE (Universidade Federal Rural de Pernambuco)
Ufal (Universidade Federal de Alagoas)
UFS (Universidade Federal de Sergipe)
UFTM (Universidade Federal do Triângulo Mineiro)
UFU (Universidade Federal de Uberlândia)
UFV (Universidade Federal de Viçosa)
Ufla (Universidade Federal de Lavras)
Ufop (Universidade Federal de Ouro Preto)
UFSJ (Universidade Federal de São João del Rey)
Ufes (Universidade Federal do Espírito Santo)
UFPR (Universidade Federal do Paraná)
Furg (Universidade Federal do Rio Grande)
UFMT (Universidade Federal do Mato Grosso), campi Central e Rondonópolis
UFRRJ (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro)
UFVJM (Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri)
UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná)
IFPI (Instituto Federal do Piauí)
Cefet-MG (Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais)
  • Fonte: Andes-SN

Deflagração de greve docente na UFOP a partir de 17 de maio

A UFOP parou na tarde desta terça feira, 15 de maio, para acompanhar a deliberação da categoria docente reunida em Assembléia Geral da ADUFOP para tratar do ponto de pauta deflagração de greve dos docentes para o dia 17 de maio.

A lista de presença registrou 265 assinaturas de docentes, no entanto devido ao grande número de presentes e relativa dificuldade de espaço, ainda alguns não tiveram condições de adentrar o auditório para acompanhar as discussões e votações. A organização estima em mais de 450 presentes, entre estudantes e professores.

A deflagração de greve dos docentes da UFOP com data de início 17 de maio de 2012 foi aprovada por maioria qualificada, isto é, acima de 2/3 de votantes favoráveis a esta decisão.

Os eixos de reivindicação do movimento estão centrados em dois pontos:

i) reestruturação da carreira docente tendo como referencial o projeto de carreira do ANDES-SN, carreira estruturada em 13 níveis remuneratórios, variação de 5% entre níveis a partir do piso para regime de 20h, elevação do valor remuneratório do piso atual, tendo como referência o salário mínimo do DIEESE, e percentuais de acréscimo relativos à titulação e ao regime de trabalho, uma linha só no contracheque; e

(ii) pela valorização e melhoria das condições de trabalho docente na UFOP, tendo como referência Pauta Local de Reivindicação do movimento docente.

Leia aqui as deliberações da Assembléia (baixar arquivo)

Notificação específica sobre esta deliberação foi protocolada ao Reitor da UFOP nesta terça feira, 15. Ato público foi convocado pela Assembléia para o dia 17 de 13 as 17:00h na Praça Tiradentes em Ouro Preto, para marcar o início do movimento. Acompanhe as notícias do movimento no site da ADUFOP.