exŏdus – novo espetáculo do Anticorpos

exodus final pq

No dia 10 de dezembro de 2013, às 21h, ocorrerá no Teatro Ouro Preto (Centro de Convenções) a pré-estreia do espetáculo exŏdus, o novo trabalho do coletivo de investigações em dança – Anticorpos. A apresentação será com entrada gratuita e conta com o apoio da reitoria e do Departamento de Artes Cênicas da UFOP, bem como do MediaLab Caixa Preta, do grupo de pesquisa HÍBRIDA – poéticas híbridas da cena contemporânea e da empresa júnior Multicultural Produções Artísticas.

exŏdus

“Esta terra só será nossa no dia em que nela enterrarmos um morto”
Cem anos de solidão – Gabriel Garcia Marques

Este espetáculo de teatro-dança é o resultado de um processo desenvolvido pelo coletivo Anticorpos – investigações em dança. Uma pesquisa teórico-prática iniciada há mais de um ano e atravessada por diferentes dançarinos e dançarinas que contribuíram com suas inquietações. O estímulo inicial que fundamentou todo o processo foram as diferentes percepções e apropriações que cada membro do coletivo possuía em relação aos êxodos realizados pelo ser humano, seja em um nível pessoal seja coletivo: os grandes deslocamentos populacionais, forçados ou “espontâneos”. A pesquisa partiu tanto de estímulos físicos proporcionados pelas diferentes formas de deslocamento como das dimensões políticas e históricas inerentes aos êxodos de populações pelo mundo. Com esse fluxo bidirecional, a partir do material apresentado por cada dançarina, foram sendo estruturadas diferentes cenas que, gradualmente, propuseram uma maior homogeneidade à narrativa geral da obra. E assim, no colapso entre a experiência subjetiva e a amplitude das dimensões políticas do êxodo humano, foi tecido o presente espetáculo. Radicalmente coerente com a relação entre forma e conteúdo, muitos integrantes desta pesquisa realizaram fisicamente seus êxodos durante esses longos meses de trabalho, deixando o processo pelo caminho. Cabe aqui, portanto, o agradecimento a todos esses artistas que compartilharam conosco desse projeto desde seus rascunhos. A concretização deste espetáculo é, portanto, um ato de respeito e gratidão a todos e todas que dedicaram seu trabalho, sua vida e sua arte compartilhando conosco suas inquietações mais íntimas; todos que por aqui passaram e principalmente a todas que por aqui permaneceram para concluir este processo. Além, é claro, de ser uma respeitosa homenagem a todos e todas que um dia se viram – ou se virão – diante da obrigatoriedade de migrar, de flanar muitas vezes sem destino na busca incerta por uma terra aonde seja possível enterrar seus próprios mortos.

elenco
daniela maia, éden peretta, georgianna dantas, mariana arantes, mayra pimenta, panmella ribeiro

direção
éden peretta

iluminação
everton lampe

figurino
bárbara buzatti

assistência técnica
márcio masselli

agradecimentos
adriana maciel, aline andrade, alisson de oliveira, bárbara carbogim, bárbara henriques, carla gontijo, ernesto valença, fernanda bacha, grasieli gontijo, higgor vieira, julia adhara, marcelo fiorin, marlon santos, paula reis, paulo maffei, simone do carmo, wallisson gomes.

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s