British Council Scotland Scholarships

British Council Scotland Scholarships are intended to support gifted drama students from Argentina, Brazil, India and Pakistan who would otherwise be unable to attend the summer school. Four Scholarships for the 2-week Theatre and Performance course will be awarded on the basis of academic merit and financial need.

Each scholarship will cover the summer school’s course and accommodation fees, which includes the cost of all tuition, accommodation, most meals, a social and cultural programme and full use of the University of Edinburgh library. Please note the scholarship does not cover travel expenses or spending money.

Applications for this scholarship are now invited from undergraduate or postgraduate students in Theatre and Performance.

Applications must be received no later than Friday, 20th March 2015.

More information can be found here: http://www.suiss.ed.ac.uk/application/scholarship/.

Claudio Anjos | Director Education and Society

British Council | R. Ferreira de Araújo, 741 | São Paulo, SP | 05428-002 | Brasil

T + 55 11 2126-7516 | M + 55 11 96376-4273 | F + 55 11 2126-7529 | BCTN (internal) 8 221 7516
claudio.anjos@britishcouncil.org.br

 

www.britishcouncil.org.br

 

http://facebook.com/britishcouncilbrasil | @brBritish | www.youtube.com/britishcouncilbrazil
The British Council is the United Kingdom’s international organisation for cultural relations and educational opportunities. A registered charity: 209131 (England and Wales) SC037733 (Scotland).
This message is for the use of the intended recipient(s) only and may contain confidential information. If you have received this message in error, please notify the sender and delete it.
The British Council accepts no liability for loss or damage caused by viruses and other malware and you are advised to carry out a virus and malware check on any attachments contained in this message.

 

Publicidade

Oficina Trânsito – Investigações acerca do Corpo em Espaço Urbano – UFSCar

Local: Teatro de Bolso – UFSCar
Data: 09, 10 e 11 de Setembro
Horário: 10h-13h

O Festival Multimídia Colaborativo CONTATO apoia e dá espaço também para as artes cênicas. Como disse Hélio Oiticica: “O museu é a rua!”, assim a oficina “Trânsito – Investigação acerca do Corpo em Espaço Urbano”, ao pactuar com o pensamento do artista, pretende unir pessoas interessadas em compreender e investigar a complexidade da experiência urbana. Por meio ao trabalho corporal e à criações estéticas nas interfaces entre o corpo e a cidade, a oficina propõe discutir conceitos e experimentar práticas que culminem num experimento performático na cidade.

Destinada para o público geral, especialmente aos interessados em artes cênicas. Inscreva-se e participe!

Inscreva-se AQUI!

Facilitadores:

Georgianna Dantas é atriz, arte educadora licenciada pela Universidade Federal de Ouro Preto. Atualmente cursa a Especialização em Estudos Contemporâneos em Dança, pelo programa de pós-graduação em Dança da Universidade Federal da Bahia; integrante do Núcleo Anticorpos de Investigações em Dança (Ouro Preto-MG), onde desenvolve pesquisa em dança contemporânea e intervenções performáticas.

Mayra Pimenta é bailarina clássica de formação, atriz e arte educadora licenciada pela Universidade Federal de Ouro Preto. Atualmente é integrante da Cia. Etra de Dança (Santos-SP) e do Núcleo Anticorpos de Investigações em Dança (Ouro Preto-MG), onde desenvolve pesquisa em dança contemporânea e intervenções performáticas.

 

http://www.contato.ufscar.br/oficina-transito/

 

XI Simpósio de Arte-educação – PR

CONVITE XI SIMPOSIO CURVAS PRO

A Comissão Organizadora do XI Simpósio de Arte-educação: Dialogando com as tecnologias comunica que foi prorrogado até o dia 1º de agosto de 2014 o prazo para submissão de trabalhos.

As propostas devem ser enviadas por meio do sistema de submissão do evento, disponível no endereço: http://eventos.unicentro.br/simposioarte2014/

Normas de Chamada de Trabalhos:http://eventos.unicentro.br/simposioarte2014/index.php?menu=3

CONVITE

XI SIMPÓSIO DE ARTE-EDUCAÇÃO

“DIALOGANDO COM AS TECNOLOGIAS”

 

de 8 a 12 de setembro de 2014

na Universidade Estadual do Centro-Oeste

Guarapuava, Paraná

Convidamos docentes da rede pública e particular do Ensino Superior e da Educação Básica, discentes na área de Arte (Música, Teatro, Dança e Artes Visuais) e nas áreas afins (como Pedagogia, História, Filosofia, Letras e Comunicação Social), bem como pesquisadores, artistas e comunidade em geral para participarem do XI Simpósio de Arte-Educação, vinculado ao Curso de Arte da UNICENTRO, em Guarapuava, Paraná. Trata-se de evento internacional de disseminação de pesquisa, intercâmbio artístico e aperfeiçoamento em práticas pedagógicas pertinentes à Educação Básica e ao Ensino Superior. O tema é “Dialogando com as Tecnologias.”

Ao longo de uma década, o simpósio tem contribuído para amenizar a lacuna existente em Guarapuava e região quanto à formação profissional continuada de professores  e pesquisadores de arte.  Nesta nova edição, o evento,  com carga horária de 60 horas e duração de cinco dias, incluirá  seis conferências, seis relatos de experiências, quarenta e duas comunicações orais, sessenta apresentações de pôsteres, nove oficinas, além de mostras e intervenções artísticas, apresentadas por pesquisadores convidados com reconhecimento internacional e por pesquisadores inscritos no evento. A programação pretende aprofundar a análise das relações entre a Tecnologia e a Arte.

Além da participação presencial, o evento possibilitará a participação a distância, por meio da transmissão ao vivo de toda a programação disponível a qualquer usuário que possui acesso a internet no Brasil ou em qualquer parte do mundo. Para aqueles que residem nas cidades do interior do Paraná e que não possuem internet adequada, há a possibilidade de assistir a transmissão nas salas de aulas dos polos UAB/UNICENTRO nas cidades de Goioerê, Nova Tebas, Lapa, Pinhão e Prudentópolis.

Após o término do evento os produtos resultantes serão disseminados e distribuídos gratuitamente na internet e encaminhados às principais bibliotecas das universidades nacionais, por meio da publicação de anais  (com a apresentação de artigos e resumos submetidos ao evento), da organização de livro (com capítulos escritos pelos convidados das conferências, relatos de experiências e oficinas sobre os temas abordados no evento) e da edição das filmagens de toda a programação.

CONVIDADOS: CRISTINA TURDO (ARGENTINA), PAULA ZACARIAZ (ARGENTINA), DANIEL GOHN (UFSCAR), DÉBORA DA ROCHA GASPAR (UFSC), LEONEL BRUM (UFC), LUCIANA MARTHA SILVEIRA (UTFPR), MONICA MOURA (UNESP), FERNANDO IAZZETTA (USP), GIULIANO TOSIN (JULI MANZI), ERNESTO VALENÇA (UFOP), GLAUCIA BRITO (UFPR)

Abertura de inscrições para envio de trabalhos: 1º DE MAIO A 1º DE AGOSTO DE 2014

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES: http://eventos.unicentro.br/simposioarte2014/

PÁGINA NO FACEBOOK: https://www.facebook.com/xisimposiodearte

 

Para mais informações, esclarecimentos e dúvidas em geral, entre em contato:

de segunda a sexta-feira das 10 às 12 horas e das 13 às 17 horas

telefone: (42) 3621-1308

e-mail: simposiodearte@gmail.com

Articulações – Mundos Possíveis / Recife

PALAVRANDO - Recife. (photo credit Joaquim Castro

Articulações – Mundos Possíveis é a segunda edição do Fórum de Artes Performativas que propõe uma experiência intensa de intercâmbio, criação e pesquisa artística. A programação inclui workshops teórico-práticos, seminários, debates e a apresentação de performances, que acontecerão de 25 a 30 de novembro de 2014, no Museu da Cidade do Recife no Forte das Cinco Pontas, em Recife – PE.

Ao reivindicar o espaço da experimentação e da interdisciplinaridade artística, o Fórum promoverá o encontro de artistas, teóricos e público em geral numa prática de imersão, interrogando pontos de vista e explorando potencialidades poético-políticas.

Articulações – Mundos Possíveis se desdobrará em três eixos complementares:

  1. Oficinas prático-teóricas
  2. Seminários e debates
  3. Apresentação de performances

Durante uma semana, atravessaremos diferentes aventuras criativas.
Nos períodos da manhã, alternaremos entre dois workshops de composição teórico-práticos; nos turnos da tarde, teremos apresentação de seminários em torno de práticas artísticas e políticas da subjetividade, seguidos de debates. E, em momentos pontuais, teremos performances abertas ao público.

MUNDOS POSSÍVEIS – Nesta edição, Articulações busca refletir sobre as possibilidades de composição e transformação de perspectivas para a realidade através da arte. Em que medidas a prática performativa se desdobra e mobiliza formas de vida? De que maneiras a arte manifesta o estado do mundo?

Possibilidades de (re)invenção da cena, do corpo e da comunidade. Exploração de diferentes modos de linguagem. Interconexão entre o sensual e o conceitual. O desejo como conhecimento. Articulações – Mundos Possíveis é um convite, um gesto e uma pergunta.

Oficinas prático-teóricas

Performar. Um workshop em ação
De 28 a 30/11/14 – 9h às 12h

Proponentes: Eleonora Fabião (Professora Adjunta, Curso de Direção Teatral, Escola de Comunicação, UFRJ) e André Lepecki (Associate Professor, Dept. of Performance Studies, NYU)
Este workshop pretende abordar alguns dos temas que, no momento, inquieta-nos enquanto criadores, trabalhando na convergência das áreas da performance, da dança, do teatro e da teoria da performance.

Interessa-nos pensar conjuntamente sobre a urgência da performance e sua contribuição para uma ação estética simultaneamente acutilante e ponderada sobre o que nos cerca. Por via de uma série de experimentações corporais, dramatúrgicas e plásticas propomos conhecer e explorar o ato performático enquanto ato sutil e potente, onde o corpo atento do performer negocia e embaraça abstração e concretude, representação e presença, materialidade e imaterialidade.

Como adequar nossas práticas artísticas a uma “política performativa” criticamente atenta aos seus modos de atuação no mundo?

O workshop abordará estes temas por via de um trabalho específico sobre o corpo enquanto campo de forças em permanente estado de mutação e multiplicação. Corpo social, corpo linguístico, corpo imaginante, corpo filosófico, corpo atento, corpo receptivo, corpo histórico, corpo acidentado, corpo paradoxal, corpo muitos.

Por via de uma série de práticas baseadas na tradição da performance art, investigaremos coletivamente de que modo o performer pode descobrir, produzir, e atuar tal corpo maleável e atento. Paralelamente às práticas, analisaremos, leremos e discutiremos algumas obras-chave para a teoria da performance dos últimos 40 anos.

Eleonora Fabião é performer e teórica da performance. Professora da graduação e pós-graduação em Artes Cênicas da UFRJ, é doutora em Estudos da Performance (New York University). Desde 2008 performa nas ruas do Rio de Janeiro e variados centros urbanos. Suas ações investigam poéticas e políticas do encontro e da precariedade. Em 2011 recebeu o prêmio Funarte Artes na Rua. Instituições onde lecionou recentemente incluem: Pós-Graduação em Estudos da Performance (New York University), Departamento de Estudos do Teatro (Freie Universität Berlin), Norwegian Theatre Academy, Departamento de Artes do Movimento (IUNA Buenos Aires) e SP Escola de Teatro (São Paulo).

André Lepecki é Associate Professor no Department of Performance Studies, New York University e Research Professor na Stockholm University of the Arts. Doutor pela New York University é curador e ensaista. Autor de Exhausting Dance: Performance and the Politics of Movement (traduzido atualmente em 9 línguas). Coordenador editorial de Of the Presence of the Body, The Senses in Performance (com Sally Banes) Planes of Composition (com Jenn Joy, 2009) e Dance. Curador-chefe do Festival IN TRANSIT em 2008 e 2009, na Haus der Kulturen der Welt, Berlin. Co-curador e diretor do re-enactment autorizado de 18 Happenings in 6 Parts de Allan Kaprow, Haus der Künst, Munique, com o qual recebeu o prémio “Best Performance 2008″ da Association Internationale de Critiques d’Art (AICA-USA). Co-curador do arquivo interativo Dance and Visual Arts since the 1960s, para exposição Move, na Hayward Gallery, Londres. Palestrante convidado na Princeton University, Brown University, Universidade de Basel, Freie Universität, Museo Reina Sofia, MACBA, MoMA, UFRJ, UFSC entre outras instituições nos EUA, Europa e Brasil.

Composição em Movimento
De 25 a 27/11/14 – 8h às 13h

Proponente: João Lima (coreógrafo e intérprete independente)
Este workshop propõe oferecer um espaço para praticar a reflexão e refletir a prática. Cada participante será convidado a experimentar, questionar, estimular e debater seus próprios trabalhos artísticos em seus diferentes estágios de criação.

Aqui o interesse situa-se na geração e desenvolvimento de materiais artísticos através de uma diversidade de estratégias criativas. Observaremos os trabalhos a partir de um olhar crítico e da análise de seus aspectos teóricos, estéticos e dramatúrgicos.
Daremos uma atenção especial à composição da cena em relação ao seu contexto histórico-social.

Este trabalho acontecerá de forma coletiva: como observar, ao mesmo, tempo, o outro, o espaço e a si mesmo?

Seminários e debates

De 25 a 29/11/14 – 14h às 17h

A Comissão Organizadora do Articulações – Mundos Possíveis selecionará oito (8) propostas de apresentação (teórica ou teórico prática) para conduzirem as discussões durante as 4 tardes do evento. (link para submissão de trabalhos).

Performance PALAVRANDO / Recife – Eleonora Fabião e André Lepecki
Dia 29/11/14 – 20h

PALAVRANDO investiga o ato de fala e o ato de escuta. Para cada lugar, a cada edição do projeto, são escolhidas palavras e ações específicas. Palavras e ações consideradas importantes naquele momento, naquela cidade, naquela circunstância. Diferentes edições de PALAVRANDO foram apresentadas em Berlin (Tanz im August, 2003; Tanz Kongress, 2006), Paris (Centre National de la Danse, 2005), Rio de Janeiro (Festival Panorama, 2006; Festival Atos de Fala, 2011), Fortaleza (Alpendre, 2010), Lisboa (Encontros de Estética, 2011), Graz (The Truth is Concrete, 2012), e São José do Rio Preto (FIT, 2012).

Concepção: Eleonora Fabião e André Lepecki
Textos: Eleonora Fabião e André Lepecki
Duração: 60 minutos

I Encontro Internacional de Palhaços de Cataguases (MG)

Dias 09, 10 e 11 de dezembro 2013

I ENCONTRO INTERNACIONAL DE PALHAÇOS DE CATAGUASES é o primeiro encontro de palhaços da Zona da Mata Mineira. Surge com a necessidade de realizar um intercâmbio cultural entre artistas e palhaços de diversas partes do mundo com a comunidade cataguasense e com os artistas e os palhaços mineiros.

O Encontro irá proporcionar à cidade de Cataguases uma intensa programação cultural, de acesso facilitado, promovendo uma integração com o espaço público e com os espaços culturais disponíveis. A programação conta com a apresentação de espetáculos locais e internacionais, oficina, cortejo cultural, lançamento de livro, palestras e apresentação de documentários.

Teremos a presença especial do Palhaço Sagrado da tribo Krahô, o Hotxuá Ismael Aprak Krahô, do Tocantins, que irá apresentar a “brincadeira” do Hotxuá, que faz parte de um importante ritual Krahô. A participação internacional se dará com o renomado bufão Andrés del Bosque, professor da Real Escola Superior de Arte Dramática de Madri. Além de outras atrações o Encontro contará com o Lançamento do Livro do Pós Doutor em Artes Cênicas pela Universidade Federal da Bahia, Demian Reis chamado: “Caçadores de Risos- o maravilhoso mundo da palhaçaria”.

As parcerias, apoios e o patrocínio da Companhia Industrial Cataguases, Instituto Francisca de Souza Peixoto e da Secretaria de Cultura da Cidade de CataguasesSecretaria de Assistência Social de Cataguases e Universidade Federal da Bahia irão gerar um excelente Encontro, abrindo espaço para que os projetos e os artistas locais apresentem seus trabalhos e propiciando um aprofundamento na investigação sobre a arte de fazer rir, em especial a arte do palhaço, transformando-se, ao longo dos anos, em um potente espaço de intercâmbio, reciclagem e qualificação profissional.

Maiores informações no site.

Oficinas “Antes da cena” no DEART/UFOP

Logo DEART branco

O DEART/UFOP recebe no dia 11/11 as oficinas do projeto “Antes da cena”, na sala 35 da Escola de Minas. Inscrições na secretaria do departamento.

Esse é um projeto realizado pelos profissionais envolvidos na criação do espetáculo Antes do Silêncio, com objetivo de compartilhar com estudantes e artistas de outras comunidades suas experiências pessoais e profissionais que os levaram ao processo de criação do espetáculo que ganhou os prêmios mais importantes das artes cênicas no ano de 2011/2012.

JUSTIFICATIVA

A oficina é um projeto que tem como objetivo o compartilhamento e a troca de experiências com as comunidades que vão além da apresentação de um espetáculo.  Permite um olhar diferenciado do espetáculo e do processo que o originou. Através de aulas práticas e conversas com os profissionais envolvidos, o participante poderá conhecer um pouco do grande mergulho que se é dado para chegar à concepção de um espetáculo. Serão abordados os questionamentos da direção, a construção do corpo e da voz do personagem , a atuação, a interpretação e o jogo entre os atores e elementos fundamentais como a criação e confecção e do cenário e do figurino.

OBJETIVOS

A experimentação, o jogo, o estímulo ao artista como criador são ferramentas imprescindíveis para a construção do teatro como coletivo, de maneira que o participante possa desenvolver sua atenção, escuta, disponibilidade e concentração, elementos imprescindíveis para a prática teatral. A proposta das atividades é instrumentalizar o artista, investigar as diversas formas de abordagem da cena, pesquisar diferentes linguagens e possibilitar experiências que revelem um vocabulário mais rico e diverso. As oficinas são direcionadas para investigação infinita que há além das palavras e serão voltadas para estudantes das artes cênicas, atores, dançarinos, músicos, educadores e profissionais afins.

CRONOGRAMA

9h Oficina de Direção e Dramaturgia – ministrada pelo diretor Eid Ribeiro;

11h Oficina de Interpretação – ministrada pelo ator Rodolfo Vaz;

13h Pausa

14h Oficina do Corpo – ministrada pela atriz e bailarina Fernanda Vianna;

16h Oficina de Cenário e Figurino – ministrada pela cenógrafa e figurinista Fernanda Lopes Lima

As oficinas são voltadas para iniciantes e iniciados nas artes cênicas, atores, dançarinos, músicos, educadores e estudantes e profissionais afins. Serão oferecidas no máximo 20 vagas para as oficinas, dando prioridade àqueles que forem cursar todas as oficinas.

Atuação – ministrado por Rodolfo Vaz

Nascido em Belo Horizonte, em 1961, Rodolfo Vaz iniciou sua formação teatral na Fundação Clóvis Salgado, em 1979, e já acumulou diversos prêmios como ator. Em 1981 fez sua estreia profissional trabalhando com o diretor Eid Ribeiro, no espetáculo “O Despertar da Primavera” de Wedekind. Na Cia Sonho e Drama participou de “Grande Sertão Veredas”, de Guimarães Rosa, com adaptação e direção de Carlos Rocha. Em 1986, em Londres, trabalhou em oficinas com o grupo Theatre de Cumplicité. Em 1989 passou a integrar o Grupo Galpão, onde atuou em “Álbum de Família”, com direção de Eid Ribeiro, “Romeu e Julieta” e “A Rua da Amargura”, com direção de Gabriel Villela, “Um Molière Imaginário”, com direção de Eduardo Moreira, “Partido”, com direção de Cacá Carvalho, “O Inspetor Geral” e “Um Homem é um Homem”, com direção de Paulo José. Em 2008 ganhou o Prêmio Shell como melhor ator por “Salmo 91”, direção de Gabriel Villela, e em 2009 trabalhou com Regina Braga e o diretor Moacir Chaves, na peça “Por um Fio”. Em 2010 dividiu a cena com Débora Falabella, em “O Amor e Outros Estranhos Rumores”, com direção de Yara de Novaes. Em 2011 voltou a trabalhar com Eid Ribeiro, em “Antes do Silêncio”, adaptação da obra de Samuel Beckett que recebeu prêmios de melhor espetáculo e melhor ator, no Prêmio Sesc/Sated. No cinema participou de diversos longas, entre eles “Moscou”, de Eduardo Coutinho, “Pequenas Estórias”, de Helvécio Ratton, “Outras Estórias“, de Pedro Bial e “As Tentações do Irmão Sebastião”, de José Araújo. Na TV, trabalhou com Luiz Fernando Carvalho em “Hoje é Dia de Maria”, 1ª e 2ª jornada, e em “Capitu”, na preparação do ator Michel Melamed.

Preparação corporal – Fernanda Vianna.

É atriz profissional integrante do Grupo Galpão de Teatro. Ela iniciou a carreira como bailarina profissional no Grupo 1º Ato e depois ingressou no Grupo Galpão para fazer a personagem Julieta (Romeu & Julieta) na sapatilha de ponta.  Sua  brilhante atuação no  longa-metragem brasileiro   ” O que se move” de Caetano Gotardo lhe  rendeu  o prêmio de melhor atriz no Festival de Cinema de Gramado 2012 na categoria. Fernanda já participou de vários filmes, entre eles, “Vinho de Rosas” de Elza Cataldo, “Moscou” de Eduardo Coutinho, “O País do Desejo” de Paulo Caldas e “Um Pé de Laranja Lima” de Marcos Bernstein (lançamento em dez/2012) entre outros.

Dramaturgia: Eid Ribeiro

Diretor, autor, roteirista e ator. Destacado como um dos mais inventivos diretores mineiros, é curador e diretor de programação do Festival Internacional de Teatro Palco & Rua em Belo Horizonte. Representante de uma geração que marcou a consolidação da linguagem no panorama artístico da capital mineira,  atuou nos espetáculos Mortos Sem Sepultura, de Jean-Paul Sartre e Se Correr o Bicho Pega, Se Ficar o Bicho Come, de Oduvaldo Vianna Filho e Ferreira Gullar, ambos dirigidos por José Antônio de Souza.  No  Rio de Janeiro em 1969, e atua como assistente de direção de Amir Haddad, encena em 1973 Fala Baixo Senão Eu Grito, de Leilah Assumpção, pelo qual recebe o prêmio de melhor diretor do ano. Dirige em 1974 a primeira montagem do texto Há Vagas para Moças de Fino Trato, de Alcione Araújo, e ganha o Troféu de Prata na categoria melhor diretor do ano. Dirigiu o Grupo Galpão no espetáculo de rua Corra Enquanto é Tempo, criação coletiva com texto de sua autoria. Atuou como curador e diretor de programação do Festival Internacional de Teatro Palco & Rua – FIT, em Belo Horizonte, paralelamente à criação artística. Atuou na coordenação artística da ONG Circo de Todo Mundo, assinando também a direção geral, criação de trilha sonora. Dirige novamente um espetáculo de conclusão de curso de teatro do Centro de Formação Artística da Fundação Clóvis Salgado, em 2000, com o texto Festa de Casamento, de Bertold Brecht. No ano seguinte, assina direção e dramaturgia do espetáculo Lusco-Fusco – Ou Tudo Muito Romântico, produção conjunta da sua companhia, a Absurda, e da Cia Acômica, e em 2002, integra o quadro de roteiristas do longa-metragem Uma Onda no Ar, com direção de Helvécio Ratton. Em 2005, Ribeiro dirige a comédia Os Três Patéticos, do Grupo Trama de Teatro, e inicia parceria artística com um projeto social do Governo do Estado, o Programa Valores de Minas, atuando em três montagens sucessivas. No primeiro ano, realiza a direção do espetáculo Delírio Barroco, em parceria com Carlos Gradim; em 2006, assina o roteiro de A Estrada dos Sonhos; e, em 2007, atua como roteirista de Opara.

Figurino e Cenário:  Fernanda Lopes

Professora no curso de artes Cênicas Palácio das Artes.Esta Oficina tem por objetivo aproximar o público interessado em teatro, cinema e produções artísticas em geral ao universo do Figurino e Cenografia, através da abordagem teórico-expositiva de conteúdos que contemplem determinados conceitos e técnicas visuais utilizados no processo criativo de projetos cênicos abordando os  conceitos relacionados à composição estética cênica.

Encontro de Contato-Improvisação de Ouro Preto

encontro contato OP

Terá início na próxima quarta-feira o Encontro de Contato-Improvisação de Ouro Preto (MG). O evento é organizado pelo núcleo de investigações em dança – Anticorpos, pelo MediaLab Caixa Preta e pelo grupo de pesquisa (CNPq) HÍBRIDA – poéticas híbridas da cena contemporânea, com o apoio fundamental da PROEX – Pró-reitoria de Extensão e do Departamento de Artes Cênicas da UFOP.

Na programação estão previstas oficinas (releases abaixo) com os artistas Ricardo Neves (SP) e Ana Alonso (SC), bem como a realização de jams e encontros individualizados. O evento terá como atividade final, na noite de sábado, uma performance multimídia organizada pelo MediaLab Caixa Preta que será realizada no centro da cidade integrando dança, música eletroacústica e projeções de vídeos.

As inscrições podem ser feitas preenchendo aqui o formulário online ou diretamente na secretaria do DEART/UFOP, com um investimento simbólico de R$ 30,00 por oficina. Maiores esclarecimentos pelo e-mail corposemdanca@gmail.com ou pelo telefone (31) 9207.3787 (Panmella).

Confira abaixo a programação completa:

DIA 16

19h às 22h – Jam de abertura – Sala 8 DEART (aberto ao público)

DIA 17

9h às 12h – Oficina de Ana Alonso – sala 8 DEART (para inscritos)

14h às 17h – Oficina de Ricardo Neves – sala 8 DEART (para inscritos)

19h – Exibição de vídeo temático – sala 8 DEART (aberto ao público)

20h às 22h – Jam – sala 8 DEART (aberto ao público)

DIA 18

9h às 12h – Oficina de Ana Alonso – sala 8 DEART (para inscritos)

14h às 17h – Oficina de Ricardo Neves – sala 8 DEART (para inscritos)

19h – one a one (atendimento individual) – sala 8 DEART (aberto ao público)

20h às 22h – Jam – sala 8 DEART (aberto ao público)

DIA 19

9h às 11h – Oficina de Ana Alonso – sala 35  E.M. (para inscritos)

14h às 16h – Oficina de Ricardo Neves – sala 35 E.M. (para inscritos)

16h – Performance multimídia na cidade em parceria com o MediaLab Caixa Preta (Igreja do Rosário)

Release das oficinas propostas:

1) Contato Improvisação e Composição Instantânea (Ana Alonso)
Gosto da dança que nasce da presença e é espontânea. Quando penso em “presença” e “espontâneo” me remete a um universo que relaciona percepção, sensação, relação, fruição e escolha. Universo a ser experimentado e apreendido a cada instante, tanto na dança como na vida! Inspirados num diálogo entre fruição e escolha, com o apoio da percepção aberta e a sensação expandida próprias do contato improvisação, vamos experimentar estruturas de composição instantânea. Vamos experimentar a pequena dança como ponto de partida, encontro, retomada e desenvolvimento da e na dança de contato! Buscando aprimorar a qualidade da relação no jogo por conta da especialização deste elemento fundante do C.I.

2) A escuta do movimento interno (Ricardo Neves)

A partir de exercícios de relaxamento, de respiração e a aplicação em alguns movimentos baseados nos princípios do Aikidô, da abordagem psicomotora da coordenação motora e da técnica contato improvisação, pretende-se despertar o corpo e suas possibilidades de movimento. A ideia é aproximar as pessoas da técnica de dança contemporânea e fomentar o interesse por esta área por meio da experimentação em seus próprios corpos. Composta pelo diálogo entre preparação, investigação, experimentação e composição do movimento como veículo de expressões individuais, atrelando a percepção do corpo à percepção das sensações a partir do contato improvisação.