Interpretação V

Ementa

Criação de partitura de ações físicas fundamentadas em situações experimentadas pelo ator. A observação mimética. Partituras alternativas. Reinvenção de processos.

Conteúdo Programático

A performance. O ato cênico como espaço-tempo de problematização da realidade. Construção de um percurso de trabalho autoral. Estruturação de uma “cartografia de si” baseada na poética pessoal e nos objetivos pessoais enquanto artista.

Objetivos

– Desenvolver as potencialidades expressivas do corpo cênico em ação performativa;

– Possibilitar a experiência de processos criativos através da estruturação de uma “cartografia de si”;

– Compor trabalhos artísticos autorais baseados nas poéticas e objetivos pessoais.

Metodologia

O trabalho será desenvolvido a partir de encontros práticos nos quais serão trabalhados alguns princípios de construção do corpo cênico, bem como o processo de elaboração de uma “cartografia” pessoal. Baseando-se tanto na poética pessoal identificada como nos objetivos propostos, será estruturado o processo de atuação/intervenção cênica de cada estudante.

Avaliação

– Assiduidade e participação (2);

– Qualidade das proposições em aula e participação nas discussões (3);

– Composição final (5).

Textos

A associação entre arte e política

A performa e a cidade

Campo de estudos chamado Performance Studies

Corpocidade

De Volta à Sala Fechada: o meu diálogo com Jerzy Grotowski

O Performer – Grotowski

Bibliografia

BONFITTO, Matteo. Cinética do invisível: processos de atuação no teatro de Peter Brook. São Paulo: Perspectiva, 2009.

BURNIER, Luís Otávio. A arte de ator: da técnica a representação. Campinas: Unicamp, 2001.

CABALLERO, Ileana Diéguez. Cenários Liminares – teatralidades, performances e política. Tradução de Luis Alberto Alonso e Angela Reis. Uberlândia: EDUFU, 2011.

FABIÃO, Eleonora. Performance e Teatro: poéticas e políticas da cena contemporânea. IN: Revista Sala Preta, v.8, n.1. São Paulo, PPGAC da ECA-USP, 2008, pp. 237-238.

 FÉRAL, Josette. Por uma poética da performatividade: o teatro performativo. IN: SALA PRETA, revista do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas. São Paulo: ECA/USP, 2008, n. 8, pp. 197-210.

 FERNANDES, Sílvia (2010).Teatralidades Contemporâneas. São Paulo: Editora Perspectiva.

ICLE, Gilberto. O ator como xamã. São Paulo: Perspectiva, 2006.

MOSTAÇO, Edélcio (org.). Para uma história cultural do teatro. Jaraguá do Sul: Design Editora, 2010.

 RANCIÈRE, Jacques. O espectador emancipado. In: Urdimento – Revista de Estudos em Artes Cênicas. Universidade do Estado de Santa Catarina. Programa de Pós-Graduação em Teatro. – Vol 1, n.15, 2010.

OIDA, Yoshi. O ator invisível. São Paulo: Beca, 2001.

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s